DIA DO IDOSO – MPRR realiza blitz educativa com orientações sobre empréstimos

“Dicas para não cair em uma armadilha!”. Esse é o tema central do panfleto com orientações sobre empréstimo consignado para idosos, que será distribuído...

DIA DA MULHER – ALE-RR recebe ação de conscientização sobre os direitos da Mulher

A Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR) recebeu na manhã desta segunda-feira, 10, no hall da Casa, os servidores do Poder Judiciário local que realizaram...

A Venezuela entrou no Mercosul… em qual deles?

O assassinato do motorista da empresa União Cascavel, Antonio Rocha da Silva, quando cometia o pecado de trabalhar na Nação amiga Venezuela, é apenas...

ABUSO INFANTIL – Denunciar pode evitar anos de sofrimento, alerta Creas

A sala estava cheia de brinquedos. De perto, três psicólogas e duas assistentes sociais acompanhavam a entrevista, cuja única pergunta foi sobre a rotina...

SESSÕES ITINERANTES – Erci ministra palestra para estudantes sobre ética

Dentro do ciclo de palestras do Projeto Encontro com a Cidadania, o deputado Erci de Moraes (PPS), corregedor-geral da Assembleia Legislativa de Roraima (ALE-RR),...

SETEMBRO AMARELO – Psiquiatra aponta como identificar sinais de risco de suicídio e oferecer...

O assunto suicídio ainda é um verdadeiro tabu, permeado de vários mitos que muitas vezes atrapalham o tratamento e a busca por ajuda. Conforme...
Em discurso na Tribuna, senadora Ângela Portela (Foto: Pedro França - Agência Senado)

Números de mortes no trânsito são alarmantes, aponta Ângela Portela

O número de acidentes e consequentemente mortes no trânsito registrado em todo o país foi alvo de manifestação em plenário da senadora Ângela Portela (PT-RR) na tarde desta terça-feira (23). Ela informou dados da Delegacia de Acidentes de Trânsito (DAT), órgão do Departamento Estadual de Trânsito de Roraima, que revelam que somente entre janeiro e março deste ano, foram registrados 1.632 casos de violência no trânsito.

Acordo do MPRR visa implantar novos conselhos tutelares em Boa Vista

Uma resolução do Conselho Nacional dos Direitos da Criança e do Adolescente institui que para cada cem mil habitantes de uma cidade deve haver um Conselho Tutelar. Para garantir que a regra seja cumprida, a Prefeitura Municipal de Boa Vista e o Ministério Público do Estado de Roraima (MPRR) firmaram, na manhã desta terça-feira (27), termo de ajustamento de conduta para que o município implante, no prazo de um ano, mais dois conselhos na cidade.

CONCURSO IFRR – Candidato denuncia fraude no Youtube e MPF

O vídeo é pequeno, tem a duração de apenas 2 minutos e 8 segundos, gravado no celular às 11h15 do dia 9 deste mês,...

Vereadores aprovam criação da Guarda Municipal de Bonfim

De iniciativa do vereador Reinaldo Lacerda (PRB), o projeto que propõe a criação da Guarda Municipal de Bonfim foi aprovado por unanimidade pelo plenário...

MATÉRIA EM DESTAQUE