Mozarildo destina R$ 33 milhões para a UFRR

0
71
O senador (C) prestigiou a posse da nova reitora da UFRR, doutora Gioconda Martinez

A Universidade Federal de Roraima (UFRR), desde a sua implantação em 1989, vem recebendo investimentos para melhorar a sua infraestrutura e para equipar os laboratórios. Boa parte desses recursos, na ordem de R$ 33 milhões, vem de emendas parlamentares do senador Mozarildo Cavalcanti (PTB-RR), que é autor do projeto que criou a UFRR, quando ainda era deputado federal.

“Não se perdeu dinheiro por falta de projeto e de trabalho. E também não se desviou dinheiro de nenhuma emenda. Isso é muito importante para que a população entenda que, quando aplicadas seriamente, as emendas parlamentares são muito úteis”, afirmou o senador.

Entre as obras realizadas com recursos de emendas do senador, estão o Núcleo Observar, o Arquivo Geral, e mais recentemente o Diretório Central dos Estudantes (DCE). A nova reitora da Instituição Federal, professora doutora Gioconda Martinez, disse que os investimentos são importantes para o desenvolvimento das atividades dentro de uma Universidade Pública Federal.

Em seu discurso de posse, nesta quinta-feira (8), ela afirmou que pretende continuar com as parcerias com os órgãos públicos e com parlamentares que sempre apoiaram o crescimento do ensino superior em Roraima. Gioconda Martinez substituiu o professor doutor Roberto Ramos, na Reitoria da UFRR.

“Vamos trabalhar pela excelência, valorizar cada vez mais os nossos professores, consolidar grupos de pesquisa e internacionalizar a educação, buscando intercâmbios com outros países”, destacou.

O senador Mozarildo Cavalcanti esclareceu que toda a verba federal destinada à instituição de ensino tem foco no estudante, que é, afinal de contas, a quem se destina a existência da universidade. Estatísticas recentes mostram que o Estado de Roraima tem a melhor proporção entre universitários e graduados de todo o Brasil, pelo número de habitantes no estado.

“Para Roraima, isso significa uma revolução inexorável. É uma mudança que vai ser feita na mentalidade e, portanto, na consequência do desenvolvimento e da consciência cívica de toda a população”, finalizou.

FONTE: ASCOM DO SENADOR

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA