Antonio Denarium anuncia manutenção de concursos da Setrabes e Polícia Militar, mas adia próximas etapas

0
183

Quanto ao concurso da Polícia Civil, Denarium afirmou que o Estado vai apresentar à Justiça justificativas para cancelamento ou suspensão do certame / Foto: Secom/RR /

O governador Antonio Denarium concedeu entrevista coletiva no Palácio Senador Hélio Campos, na noite desta quinta-feira, 07, para anunciar as medidas que o governo vai adotar em relação ao concursos públicos que estão em andamento no Estado.

Acompanhado do vice-governador, Frutuoso Lins, do presidente da Assembleia Legislativa, Jalser Renier, de deputados estaduais e membros do Gabinete de Crise, o governador anunciou a manutenção do concurso da SETRABES e continuidade do concurso da Polícia Militar, mas com o adiamento da próximas etapas.

O governador ressaltou que as nomeações de servidores para esses concursos está condicionada ao equilíbrio das contas públicas, para que, segundo ele, o Estado consiga pagar todos os servidores em dia.

Em relação ao concurso da Polícia Civil, Denarium afirmou que o Estado vai apresentar as suas justificativas para cancelamento ou suspensão do certame, na ação liminar que está tramitando na Justiça estadual.

Já para o concurso da SEJUC, o governador afirmou que a intenção é planejar com responsabilidade o certame, para que as novas unidades prisionais que estão sendo construídas possam ser atendidas com a real necessidade.

A deputada estadual Catarina Guerra também participou da coletiva. Para ela, as necessidades das pessoas devem vir em primeiro lugar, mas também devemos entender que a situação orçamentária do Estado está crítica. De acordo com a parlamentar, qualquer decisão errada pode ter uma consequência desastrosa para Roraima.

“Participei de reuniões de tomada de decisões sobre os concursos e a mais sensata decisão do Governo do Estado com o Legislativo é de continuar o concurso da Setrabes normalmente, continuando a convocação, manter o concurso da Polícia Militar prorrogando as próximas etapas e o da Polícia Civil ficará a decisão da justiça, pois está seguro por uma liminar. Continuarei fiscalizando e lutando para o bem de Roraima”, disse.

DA REDAÇÃO

Comentários