CARNAVAL DA DOAÇÃO – Hemoraima promove programação especial para o carnaval

0
79
O hit desse carnaval é ser doador de sangue; o bloquinho do Hemoraima animou a manhã de hoje, 27, dos doares presentes / Foto: Ascom/Sesau /

O Hemoraima (Centro de Hemoterapia e Hematologia de Roraima) preparou uma programação especial para animar e incentivar novos doadores. Cantando os sucessos do carnaval, Joemir Guimarães foi quem animou os doadores.

“Carnaval é folia, é festa, mas tem pessoas que precisam da gente. Somos seres humanos então temos que pensar nos nossos irmãos, para que eles vivam com mais saúde”, disse o cantor.

O hemocentro abastece todo o Estado e por isso é importante que esteja sempre com o estoque normalizado, principalmente em datas festivas.

“A proposta é fortalecer o estoque, não somente para o carnaval, mas também para as intercorrências que podem acontecer em razão dos conflitos na fronteira”, explicou a assistente social do Hemoraima, Edna Félix, que ressaltou que a doação deve continuar mesmo após o período.

AMOR AO PRÓXIMO

Doador ativo há 5 anos, Denis Rodrigues esteve presente na programação. Para ele, a doação é importante pois é um ato de amor ao próximo.

“Nós temos saúde e não custa nada fazermos esse ato, é o mais nobre. Agora nesse período de carência, é de extrema importância”, disse.

José Vieira Costa, acompanhou a, filha Sandy Costa, de 17 anos, em sua primeira doação. Sandy, é a primeira pessoa da família que está apta a realizar a ação. Emocionado, José explicou que desde os 15 anos a filha sempre teve o desejo de doar.

“Ela sempre soube da importância que isso tem, e desde o começo da semana ela vinha me pedindo para vir”, contou.

“Eu sempre achei importante a doação de sangue, pois sei que ajuda outras pessoas. O meu irmão tem anemia falciforme e ele sempre precisa de transfusão, por isso vi aqui hoje”, disse Sandy.

COMO DOAR

O doador precisa pesar mais de 50 kg e não deve estar em jejum no dia da doação. É preciso evitar a ingestão de alimentos gordurosos até duas horas antes da coleta. No caso de adolescentes a partir de 16 anos de idade, é necessário o acompanhado dos pais ou responsável legal. Para quem já é doador assíduo, a idade permitida é até 69 anos.

Pessoas com febre, gripe ou resfriado não podem doar temporariamente, assim como grávidas e mulheres no período pós-parto. Nas duas horas que antecedem ao procedimento, o voluntário preenche um cadastro e em seguida é avaliado clinicamente. Se não houver nenhum obstáculo clínico, a coleta é realizada logo em seguida.

O Hemoraima funciona de segunda a sexta-feira, de 7h30 às 12h, pelo período da manhã e das 13h30min às 18h, durante a tarde. Vale lembrar que a área de coleta está funcionando em um prédio anexo a unidade, na Rua Amsterdã, no bairro Aeroporto, em frente ao PAAR (Pronto Atendimento Airton Rocha). O doador também pode agendar a coleta pelo telefone (95) 2121-0861.

DA REDAÇÃO

Comentários