CARTÓRIOS EXTRAJUDICIAIS – Selo eletrônico vai garantir confiabilidade de documentos

0
92

A novidade chega primeiro aos cartórios de imóveis de Roraima, mas até abril, todos estarão disponibilizando o mesmo serviço


A ferramenta foi desenvolvida e está sendo disponibilizada pela Corregedoria-Geral do Tribunal de Justiça de Roraima / Foto: Nucri/TJRR /

A partir desta sexta-feira, dia 1º de março, a utilização do ‘Selo de Fiscalização Extrajudicial Eletrônico’ já estará sendo disponibilizada pelo TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima), por meio da Corregedoria Geral de Justiça. A medida visa garantir mais segurança às transações extrajudiciais firmadas em cartório, mais eficiência na fiscalização e um serviço mais confiável e ágil à população.

A novidade chega primeiro aos cartórios de imóveis de Roraima. Mas até abril, todos estarão disponibilizando o mesmo serviço. Conforme o cronograma, a partir do dia 15 de março o 1º e o 2º Ofício da Capital já estarão atuando com o selo e dia 1º de abril todos os cartórios do Interior.

Segundo o chefe do setor de Gestão Extrajudicial, Vivaldo Araújo, a ferramenta desenvolvida e disponibilizada pela Corregedoria-Geral do TJRR vem para substituir o selo em papel utilizado atualmente pelos cartórios extrajudiciais para atos notários e registrais, passando a oferecer uma maneira de verificação mais segura e rápida, evitando problemas, por exemplo, com documentos falsos.

Com essa mudança, todo ato realizado pelo cartório extrajudicial (imóveis ou registro de pessoas, etc.), passará a receber um selo eletrônico, que será fiscalizado pelo Tribunal de Justiça.

O Selo de Fiscalização Extrajudicial Eletrônico não pode ser adulterado ou furtado sendo ainda possível que o usuário verifique a autenticidade do selo pela internet.

Como exemplo, o cidadão que estiver comprando um imóvel ou veículo pode conferir a veracidade da procuração apresentada no momento da transação. Dessa maneira, Araújo destaca que a principal vantagem será a confiabilidade e segurança do serviço.

“Em suma, haverá muito mais segurança para o cidadão e para as empresas, que poderão verificar a autenticidade de forma imediata e de forma muito simples. Além disso, o Tribunal passa a ter maior controle sobre as taxas cobradas aos usuários, além da arrecadação dos cartórios. O custo repassado ao cidadão é mínimo, com a garantia da segurança jurídica do usuário da Justiça”, explicou.

Para a verificação do selo, basta o interessado acessar: http://cidadao.portalselorr.com.br. O serviço estará disponível a partir desta sexta-feira, dia 1º de março.

DA REDAÇÃO

Comentários