CRIANÇAS E ADOLESCENTES – Divisão de Proteção do Judiciário promove palestras de orientações ao enfrentamento do abuso e exploração sexual

0
50

Em Roraima, 67% das vítimas têm entre 10 e 14 anos de idade, o que motivou o TJRR a promover palestras para estudantes da sétima e oitava séries


O Poder Judiciário de Roraima tem levado esse tipo de ação para as escolas que mais acionaram a rede de proteção para resolver problemas dessa natureza / Foto: Divulgação /

A Vara da Infância e Juventude, por meio da Divisão de Proteção do TJRR (Tribunal de Justiça de Roraima), realiza durante toda esta semana, atividades que fazem referência ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual contra Crianças e Adolescentes, sábado, dia 18 de maio.

No cronograma das ações está prevista a realização de palestras educativas nas escolas de Boa Vista com temas relativos a problemática. A ação visa, entre outros pontos, ampliar os espaços de debate e de enfrentamento.

Segundo a chefe da Divisão, Lorrane Costa, os índices apontam que 67% das vítimas têm entre dez e 14 anos de idade, e por essa razão as palestras são voltadas para estudantes da sétima e oitava séries, dentre as 10 escolas que mais acionaram a rede de proteção para resolver problemas dessa natureza.

O juiz titular da Vara da Infância e Juventude, Parima Veras ressalta que a segurança da criança e do adolescente é uma responsabilidade de todos.

“O Estado, os pais, todas as pessoas têm obrigação de combater essa violência que retira a vida, a felicidade de crianças e adolescentes. Diria até, que retira a oportunidade de vida, já que uma criança ou adolescente vítima de violência, fica marcado, pois o crime torna-se uma chaga que nunca vai fechar”, comentou.

Conforme o magistrado, em Roraima várias instituições que integram a Rede de Proteção e Direitos Humanos de Crianças e Adolescentes fazem eventos com encontros e palestras com a finalidade de prevenir de alerta a sociedade para esse tipo de crime, pois em regra o abusador não é uma pessoa distante ou estranha.

“Geralmente, nesses casos, o abusador é uma pessoa próxima ou às vezes dentro de casa. E não raro uma pessoa que tem autoridade sobre a criança. Então são muitos casos de abusos com amigos e familiares inclusive” observou.

PROGRAMAÇÃO – As escolas que vão receber as palestras a partir desta quarta-feira, 15 de maio são:

Quarta

8h30 – Barão de Parima, rua Castelo Branco, 668, Calunga

16h – Oswaldo Cruz,a venida Getúlio Vargas, Centro

Quinta

10h10 – Carlo Casadio, avenida Centenário, Cinturão Verde

16h – Jaceguai, rua Mestre Albano, Asa Branca

Sexta

8h30 – Conceição Costa e Silva, rua S – 40, 563 Senador Hélio Campos

16h30 – Euclides da Cunha, no Centro de Boa Vista

DA REDAÇÃO

Comentários