PJE será implantado nas zonas eleitorais de Boa Vista a partir desta terça-feira, 20

0
103
O tutorial do sistema PJe-Zonas está disponível nos seguintes links: bit.ly/2xnC7JR e bit.ly/2YoTWIp / Foto: Divulgação /

O Processo Judicial Eletrônico (PJe) será implementado nas duas zonas eleitorais de Boa Vista (1ª e 5ª) a partir desta terça-feira, dia 20 de agosto, tornando obrigatória a utilização do sistema para proposição e tramitação de todos os processos no âmbito da Justiça Eleitoral roraimense, já iniciando na primeira instância. A implantação da ferramenta nas zonas eleitorais do interior ocorrerá a partir do próximo dia 24 de setembro.

De acordo com Ianh Coutinho, técnico judiciário e multiplicador do PJe-Zonas, o tutorial do sistema PJE-Zonas para advogados e profissionais do MPE está disponível, respectivamente, nos seguintes links: bit.ly/2xnC7JR e bit.ly/2YoTWIp. “É fundamental que esses profissionais façam o curso pois será obrigatório o uso desse sistema para ajuizamento e tramitação de ações na primeira instância”, destacou.

Treinamentos

A capacitação dos operadores do PJe nas zonas eleitorais foi feita de forma concomitante com a expansão do uso do sistema. Os servidores das 1ª e 5ª Zonas já passaram, no início deste mês, por treinamento ministrado por multiplicadores de conhecimento, responsáveis pela disseminação do uso da ferramenta por todas as zonas eleitorais da sua jurisdição.

PJe

O PJe é um sistema que permite a tramitação de processos exclusivamente por via eletrônica, tornando a prestação jurisdicional mais ágil, eficiente, econômica e sustentável, considerando que o trâmite em ambiente digital garante amplo acesso aos documentos do processo – por mais de um interessado ao mesmo tempo –, independentemente de onde se encontrem, possibilitando a consulta e a prática dos atos processuais.

A ferramenta vem sendo implantada gradualmente na Justiça Eleitoral desde 2015, quando começou a ser utilizada inicialmente para a tramitação de algumas classes processuais originárias do TSE. Aos poucos, mais classes foram sendo incluídas, na medida em que o sistema passou a ser utilizado também pelos Tribunais Regionais Eleitorais (TREs). Em 2019, será a vez da primeira instância.

Comentários