SEBRAE realiza Feira de Negócios em escolas de Boa Vista

0
98
A feira faz parte do Projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos que pretende disseminar a cultura empreendedora por meio de experiências significativas / Foto: Divulgação /

Desde o dia 25 de outubro, até e 01 de novembro, o SEBRAE Roraima realiza as Feiras de Negócios da Educação Empreendedora na Escola Municipal Newton Tavares e na escola particular C.E. I. – Colméia. O evento é realizado por meio de uma parceria entre SEBRAE/RR, Secretaria Estadual de Educação (SEED), Secretaria Municipal de Educação (SMEC) e a escola C. E. I – Colméia, abrangendo as turmas de Ensino Fundamental I e II e nível médio.

No Colméia, a feira ocorre das 11h às 12h no turno matutino e das 17h às 18h no turno vespertino entre os alunos do 1º ao 4º ano, na Rua Cerejo Cruz, 944 – Centro, Boa Vista – RR.  Já na Escola Newton Tavares localizada na Avenida Presidente Castelo Branco, 1277 – Calunga, o evento inicia às 9h. A feira é aberta para os alunos, pais, professores, comunidades.

A feira faz parte do Projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos que pretende disseminar a cultura empreendedora por meio de experiências significativas, com a utilização de diferentes ferramentas tecnológicas, metodologias e estratégias de ensino para promover o aprendizado, auxiliando as crianças e adolescentes a usarem a imaginação e o planejamento como instrumentos para solucionar desafios do dia a dia.

Segundo Elissandra Costa, analista técnico e gestora do Programa de Educação Empreendedora do SEBRAE/RR, o projeto tem contribuído no desenvolvimento do comportamento da criança.  “Afinal de contas é por meio desse projeto que a criança tem os primeiros contatos com o empreendedorismo, ela aprende o que é planejamento, conhecer o mercado, o cliente, as etapas de um comportamento empreendedor, além de saber definir metas, utilizar redes de relacionamentos e a desenvolver com qualidade os produtos”, disse.

JEPP

O projeto Jovens Empreendedores Primeiros Passos (JEPP) é destinado a fomentar a educação e a cultura empreendedora. O objetivo é disseminar a cultura empreendedora e orientar para o plano de negócios, de maneira a estimular os comportamentos empreendedores entre crianças e adolescentes, incentivando-os à prática do empreendedorismo e o protagonismo juvenil. O curso procura apresentar práticas de aprendizagem, considerando a autonomia do aluno para aprender, além de favorecer o desenvolvimento de atributos e atitudes necessários para a gestão da própria vida.

DA REDAÇÃO

Comentários