INFRAESTRUTURA – Governo de Roraima consegue desbloquear recursos para investir na melhoria da malha viária do Estado

0
81

Liberação do recurso foi autorizada pelo Ministério da Infraestrutura após a formalização de um TAC

Com o TAC firmado, Roraima volta a receber recursos do Governo Federal para investir em infraestrutura / Foto: Secom/RR /

A partir de agora, o Governo de Roraima irá aumentar os investimentos na melhoria da malha viária do Estado, devido ao desbloqueio de recursos provenientes da CIDE (Contribuição de Intervenção no Domínio Econômico). A verba federal foi liberada após o executivo estadual formalizar um TAC (Termo de Ajustamento de conduta) com o Ministério da Infraestrutura.

Além de recuperar estradas e vicinais no Interior do Estado, o governador Antonio Denarium afirmou que serão construídas pontes para facilitar o tráfego de veículos nas áreas de difícil acesso.

“Nossa intenção é melhorar a infraestrutura do nosso Estado, garantindo mais qualidade de vida à população, principalmente, dos produtores rurais que precisam escoar sua produção”, disse Denarium.

Conforme o cronograma de obras da Seinf (Secretaria Estadual de infraestrutura), está previsto inicialmente o recapeamento da RR-325, popularmente conhecida por Vicinal Tronco Apiaú, no município do Mucajaí.

“A estrada está em péssimas condições e, por esse motivo, decidimos começar as obras nessa região. Já demos o primeiro passo que foi a abertura do processo de licitação para executarmos a obra de recuperação de 28 quilômetros de pista”, afirmou o governador.

Denarium disse ainda o governo também irá trabalhar na recuperação da RR-203, que dá acesso a Vila de Tepequém, no Município do Amajari, que segundo ele também está em péssimas condições para o tráfego de veículos.

“Vamos iniciar o recapeamento do trecho que fica próximo à Vila do Tepequém, onde detectamos uma grande quantidade de buracos. O local é bastante visitado por turistas de todos os lugares e por isso a estrada precisa ser recuperada com agilidade”, ressaltou.

O chefe do executivo explicou que à medida que o restante do recurso for sendo liberado, o governo vai fazer a recuperação de estradas e vicinais de outras partes do Estado. Ele informou que esse outro recurso faz parte de um convênio entre o DNIT [Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes] e Ministério de Infraestrutura.

“Logo que assumimos a gestão atual, fizemos o parcelamento de R$ 39 milhões que foram desviados do convênio. Com isso, garantimos recursos que serão liberados e investidos para a recuperação da BR-174, sentido Boa Vista/ Manaus e Boa Vista/ Venezuela”, mencionou.

 Estradas do interior serão asfaltadas

Denarium lembrou que o Governo de Roraima possui seis projetos de asfaltamento de estradas do interior do Estado. Os recursos que vão ser investidos nas obras do executivo estadual serão provenientes de emendas de deputados e senadores.

“Iremos trabalhar no asfaltamento das estradas que dão acesso às Vilas de Trairão, no Amajari; Taiano e São Silvestre, no Alto Alegre; Roxinho, no Mucajaí; Campos Novos, Iracema; Taboca, no Cantá; e Nova Colina, em São João da Baliza. Se houver necessidade, iremos complementar com recursos do Governo do Estado ou da CIDE”, relacionou.

 Entenda a renegociação

O débito renegociado pelo Governo de Roraima com o Ministério de Infraestrutura gira em torno de R$ 2,6 milhões.

O valor total foi parcelado em 24 meses, com uma parcela de R$ 858 mil, atualizado monetariamente.

Com a assinatura do TAC, os recursos da CIDE que estavam bloqueados, vão começar a ser repassados novamente em parcelas para o Estado.

“O governo tem hoje 100 propostas de convênios que devem ser celebradas. Mais de R$ 300 milhões para investimentos em infraestrutura. Quadrimestralmente, o Governo Federal vai fazer um repasse de recursos para o Estado. Nós vamos elaborar projetos e apresentar para o Ministério de Infraestrutura para que libere os recursos”, disse o governador.

RODRIGO SANTANA

Comentários