Erci diz que governador merece voto de confiança de todos

0
176

O deputado-corregedor da Assembléia Legislativa de Roraima (ALE-RR), Erci de Moraes (PPS), destacou em seu primeiro pronunciamento do ano, nesta quarta-feira (20), que apesar de não ter tido experiência administrativa anterior no campo político, o governador Anchieta Júnior (PSDB) tem demonstrado tino de bom gestor nas suas primeiras ações e que, por isso, merece um voto de confiança de todos os parlamentares e da sociedade.

Erci de Moraes frisou que o fato de Anchieta Júnior estar estreando na vida pública como governador pode mesmo vir a ser salutar para a sua administração, uma vez que ele terá condições de transitar com desenvoltura entre um grupo político e outro, devido não ter vínculo antigo com nenhum deles e por isso possuir uma visão diferenciada.

“Acredito que pelo fato de não ter tido mandato anterior e por não possuir vínculo aprofundado com grupo político A ou B, o governador Anchieta Júnior terá condições de traça um cronograma de trabalho próprio, estabelecendo metas importantes que poderão resultar em benefícios para a sociedade roraimense”, frisou.

Na sua avaliação, esse sangue novo do governador poderá ajudar até mesmo no seu trabalho de articulador junto à bancada federal na defesa de pleitos importantes para o Estado de Roraima junto ao governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

“Isso porque a falta de união entre a bancada federal sempre foi o motivo do insucesso das investidas junto ao governo federal, na defesa dos interesses do nosso estado. Porque nas discussões sempre surgia uma estrela de última hora para atrapalhar os acordos”, disse.

Ano legislativo

Erci de Moraes voltou a falar também do seu otimismo quanto à possibilidade de que este ano de 2008 seja mais produtivo para o parlamento estadual em comparação com 2007. “Os primeiros pronunciamentos feitos nesta Casa pelos meus pares demonstraram que os debates, importantes para o fortalecimento da democracia, deverão ser mais constantes do que no ano passado”, observou.

Ele destacou que mesmo com uma renovação de 54% dos deputados estaduais nas eleições de 2006, o debate são se estabeleceu como deveria, pois praticamente todos os parlamentares decidiram compor a base de apoio ao governo. Ele defende o surgimento de um bloco de oposição, pois entende que, só assim, será possível por em prática o debate democrático que poderá resultar em benefício da população do estado.

Por Luiz Valério

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA