*

links

*

mídias

RECURSOS FLORESTAIS – Inventário florestal será realizado em Roraima

20 set 2017 | 0 comentário

A Femarh recebeu a visita dos representantes da Krüger Florestal, empresa que desenvolve o trabalho no Estado / Foto: Ascom/Femarh /

O Estado de Roraima está sendo contemplado pela realização do primeiro Inventário Florestal no Âmbito Nacional (IFN) realizado na região. Coordenado pelo Serviço Florestal Brasileiro, o Inventário é uma das maiores ações já realizadas para conhecer os recursos florestais por meio de coleta de dados em campo.

Os representantes da Krüger Florestal, empresa que desenvolve o trabalho no Estado, visitaram a Femarh (Fundação Estadual do Meio Ambiente e Recursos Hídricos).

De acordo com Gilberto Uemura, presidente da Femarh, a maior parte dos estudos disponíveis até hoje utiliza imagens de satélite. Essa iniciativa trará, de forma mais precisa, dados sistematizados e periódicos sobre os estoques de madeira e carbono e a biodiversidade das florestas da nossa região.

“A coleta de dados de campo ocorrerá em 201 pontos, distribuídos sobre todo o Estado, onde serão coletados dados de vegetação, incluindo a identificação das espécies arbóreas e variáveis qualitativas e quantitativas que permitirão a caracterização do ecossistema florestal”, destacou Gilberto.

Simultaneamente à medição nesses locais, será realizado um levantamento socioambiental com moradores do entorno dos pontos de coleta, para gerar informações sobre como as comunidades e os moradores das áreas rurais percebem e utilizam os recursos florestais.

“Vale ressaltar que o Serviço Florestal Brasileiro, não é nenhum órgão fiscalizador e a atividade que vem sendo realizada não se trata de qualquer tipo de fiscalização das propriedades rurais, sendo os locais das coletas escolhidos ao acaso pelo sistema, não havendo qualquer relação com a propriedade e o uso dela”, disse o presidente.

TRABALHO DE CAMPO

Os técnicos iniciaram a coleta pela região Sul do Estado, e se apresentam aos produtores rurais devidamente uniformizados e identificados com crachás, fazendo uma breve apresentação do objetivo do inventário. O trabalho de coleta de dados é feito por equipes que medem o diâmetro e a altura das árvores, colhem amostras do solo, coletam amostras botânicas (folhas, flores e frutos) para identificação das espécies, entre outros dados. Além disso, são realizadas entrevistas com moradores que vivem no entorno das áreas amostrais para conhecer a percepção da comunidade sobre os recursos florestais e como são utilizados.

RETRATO FIEL

A realização do Inventário Florestal Nacional permitirá a formação de um panorama abrangente sobre a qualidade e as condições do que hoje se conhece como cobertura florestal. As espécies arbóreas existentes, o estoque de biomassa e carbono, a qualidade dos solos, o nível de degradação das florestas e a saúde e vitalidade das árvores, por exemplo, poderão melhorar a formulação e a implantação de políticas públicas.

O levantamento dará informações sobre as características da vegetação em áreas desmatadas e que se encontram em processo de regeneração por abandono ou outras razões. Para cada um dos pontos amostrais, serão entrevistados moradores em um raio de até dois quilômetros quadrados.

Para fazer o levantamento de campo, tanto de dados biofísicos quanto os socioambientais, as equipes receberam treinamento na metodologia nacional. Também estão sendo feitas parcerias com os governos estaduais, universidades e instituições de pesquisa.

EDITAL

A contratação da empresa responsável pelo estudo em Roraima foi feita com recursos do Fundo Amazônia, gerido pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social), por meio de sessão de pregão eletrônico, ocorrido no primeiro semestre deste ano.

FONTE: DA REDAÇÃO

Os comentários estão desativados.

//

Enquete

Sorry, there are no polls available at the moment.

Criado por:

Israel Dantas

FatoReal: Notícias, críticas, denúncias, ideias e devaneios

© Copyright 2010-2012 FATOREAL - Todos os direitos reservados!

Orgulhosamente feito em wordpress