ENCONTRO PEDAGÓGICO – No Campus Amajari, docentes discutem Educação Intercultural

Encontro Pedagógico ocorre hoje (1º) e amanhã (2) no Campus Amajari do IFRR / Foto: Divulgação /

Nos dias 1 e 2 de fevereiro, docentes e técnicos do Campus Amajari do Instituto Federal de Roraima (IFRR) se reúnem para o XII Encontro Pedagógico. O tema será: “Educação Profissional e Tecnológica: diálogos pedagógicos para a Educação Intercultural”. O encontro acontece duas vezes ao ano, sempre no início de cada semestre, e visa promover formação continuada da equipe do ensino para o aperfeiçoamento de práticas pedagógicas ao longo do ano letivo.

Nesta primeira edição de 2018, o objetivo do tema é dialogar sobre as perspectivas do fazer pedagógico intercultural na educação profissional e tecnológica e seus desdobramentos no âmbito institucional do Campus Amajari. O debate proporcionará a equipe docente, técnica e gestora do ensino a troca de conhecimento a partir de experiências vivenciadas nas práticas pedagógicas que considerem o contexto intercultural da instituição.

A programação inicia às 8h e abertura do evento será conduzida pelo diretor-geral do CAM, George Sterfson Barros. Durante o primeiro dia, será realizada a palestra “Problematizando atitudes interculturais na formação de educadores”, que será proferida pelo professor João Paulino da Silva Neto. Paulino é coordenador do curso de graduação em Pedagogia na Universidade Federal de Roraima (UFRR), mestre em pedagogia, doutor em Antropologia Social, e tem pós-doutorado em Letras pela UFRR.

No segundo dia do encontro ocorre a oficina “O docente na educação profissional e tecnológica e a avaliação da aprendizagem na perspectiva intercultural”, das 8h às 12h. A oficina será ministrada pelas professoras Maria Gilvanete Silva Santos (UFRR) e Ruth Nitzia Botello Ortiz. Das 14 às 17h30, os participantes discutirão sobre a nova redação da Organização Didática, e farão o planejamento coletivo.

De acordo com a coordenadora pedagógica do CAM, Luana Lobo, o encontro pedagógico é espaço para discussão, debates e trocas de conhecimentos a partir da rica demanda que a prática pedagógica proporciona. “Enquanto educadores, rediscutir nossa prática com nossos pares, considerando nossos contextos, contribui e fortalece para a ressignificação do saber”, disse.

DA REDAÇÃO