IFRR prepara programação especial em alusão ao Dia do Índio

0
74
As atividades serão promovidas pelos Campi Boa Vista, Boa Vista Zona Oeste, Amajari e Novo Paraíso / Foto: Divulgação /

Comemorado em 19 de abril, o Dia do Índio não vai passar em branco no Instituto Federal de Roraima (IFRR). Os Campi Boa Vista, Boa Vista Zona Oeste, Amajari e Novo Paraíso já estão nos preparativos de atividades alusivas à data.

No Campus Novo Paraíso (CNP), será realizada a Semana dos Povos Indígenas, que incluirá, no período de 16 a 19, a exibição, mediada por debate, de um filme sobre o tema, a exposição de cartazes elaborados pelos estudantes do campus, uma roda de conversa com a historiadora Mávera Santos, da etnia macuxi, além de pinturas corporais, feira de artesanato e apresentações de danças e vídeos produzidos na unidade.

O Campus Amajari (CAM) também comemora a data com a Semana dos Povos Indígenas, entre os dias 16 e 19, que vai levar aos participantes palestras, oficinas, feira de artesanato indígena, minicursos, jogos indígenas, além de apresentações de dança e música.

Já no Campus Vista (CBV), está programada uma mesa-redonda, voltada para o público interno, no dia 19, com o tema “Saúde, Educação e Direitos Indígenas”. No dia 20, em parceira com o Instituto Insikiran, da Universidade Federal de Roraima (UFRR), a unidade vai possibilitar a estudantes do CBV uma imersão na cultura dos indígenas da etnia uarau, durante a I Feira Internacional de Cultura Indígena, que ocorre paralela à III Feira Intercultural do Instituto Insikiran.

Fechando as programações em alusão ao Dia do Índio, o Campus Boa Vista Zona Oeste (CBVZO) vai oferecer, na manhã do dia 28 de abril, atividades concomitantes, que incluem exibição e debate de filme a respeito da temática, oficina de contação de histórias sobre lendas e mitos indígenas, oficina de arte e artesanato com artistas locais convidados, exposição de comidas típicas indígenas e palestra/painel para divulgação de dados sobre a sociodiversidade dos povos indígenas no Brasil e em Roraima.

DA REDAÇÃO

Comentários