Polícia Civil intima servidores e ex-servidores da ALERR para prestar depoimento sobre diárias

0
188
De acordo com nota emitida pela ALERR, trata-se de requerimentos referentes a possível recebimento indevido de diárias em 2015 / Foto: Luiz Valério /

A presença de duas viaturas da Polícia Civil no pátio da Assembleia Legislativa de Roraima (ALERR) e vários policiais portando armas de grosso calibre na manhã desta quinta-feira, 6, chamou a atenção de quem estava na Casa para acompanhar a sessão plenária e da imprensa.

Acompanhados de perto pelo superintendente Geral da Casa, Andreive Ribeiro, dois policiais entregaram documentos no Protoloco e depois se retiraram, sem falar com a imprensa. Minutos depois, a Superintendência de Comunicação da ALERR emitiu nota, informando que os documentos protocolado pelos policiais seriam “requerimentos administrativos” para “intimar servidores e ex-servidores” daquele Poder para prestar esclarecimentos “sobre assunto relacionado à prestação de contas de diárias recebidas no ano de 2015”.

Leia a nota da ALERR na íntegra:

<<
NOTA OFICIAL

A Mesa Diretora da Assembleia Legislativa de Roraima esclarece que, ao contrário do que chegou a ser divulgado, de forma irresponsável, nas redes sociais, não houve qualquer tipo de operação policial na sede deste Poder na manhã desta quinta-feira (6). Informa que agentes da Polícia Civil estiveram nesta Casa apenas para protocolar requerimentos administrativos e intimar servidores e ex-servidores deste Poder sobre assunto relacionado à prestação de contas de diárias recebidas no ano de 2015.

SupCom ALE-RR
06.12.2018
>>

Farra das diárias

O caso da ‘farra das diárias’ foi denunciado pelo Fato Real em janeiro de 2016 e, desde então, está sendo investigado pela Delegacia de Repressão a Crimes Contra a Administração Pública da Polícia Civil, que abriu Inquérito para investigar quatro deputados estaduais. O relator do caso no Tribunal de Justiça de Roraima (TJRR) é o desembargador Leonardo Cupello.

WIRISMAR RAMOS – da Redação (e-mail: wirismar@gmail.com)

Comentários