IDADE ATIVA – Pessoas acima de 50 anos entram na faculdade aliando educação e qualidade de vida

0
133
Lei estadual garante oferta de cursos e programas de extensão a idosos, que contam ainda com vagas especiais no vestibular da UERR / Foto: Lucas Almeida – SupCom/ALERR /

O programa Idade Ativa, que possibilitou o ingresso de pessoas com mais de 50 anos em cursos de extensão da Universidade Estadual de Roraima (Uerr), encerrou o primeiro ciclo de atividades com três aprovados no vestibular da instituição para os cursos de Medicina, Biologia e Turismo. Os novos universitários iniciam as aulas no próximo ano.

O programa é um cumprimento à Lei 705/2009, de autoria do deputado Jalser Renier (Solidariedade). Estes alunos contaram com uma vaga especial em cada curso de graduação no último vestibular.

Entre os aprovados está Welligton Alves Lima, de 58 anos, no curso de Biologia. Formado em Direito em 1989, ele conta a razão da escolha de uma área tão oposta. “A Biologia é uma área bonita porque estuda os seres vivos. Essa oportunidade que a universidade nos deu levou-me a fazer o vestibular para esse novo curso”.

Rosilene do Nascimento, 53 anos, já é bacharel em enfermagem, e resolveu dar um passo mais largo ao fazer o vestibular para Medicina. “Durante esses dois anos [de curso de extensão] obtivemos novos conhecimentos na área de saúde. É uma felicidade imensa iniciar mais essa etapa, visto que esse é um curso muito concorrido”, relatou.

Segundo a responsável pelo Núcleo de Acessibilidade e Inclusão da Uerr, Jussara Barbosa, a primeira turma atingiu os objetivos propostos pelo programa, que era trazer a comunidade acima de 50 anos para a universidade, com atividades que envolvessem lazer, saúde e a parte cognitiva.

“Além disso, conseguimos inseri-los no vestibular regular. É muito importante trazermos os alunos que estão caminhando para a aposentadoria, propor novos horizontes e desafios para essa faixa etária”, ressaltou Jussara.

O reitor da Uerr, Regys Freitas, disse que o Idade Ativa é em um sistema de preparação para que os alunos desta faixa etária possam ingressar no ensino superior. “Já estamos com uma turma fechada para iniciar no próximo ano. É importante ressaltar que todos que completam esse ciclo no Programa Idade Ativa, têm reservada uma vaga em cada um dos nossos cursos”, reforçou.

DA REDAÇÃO

Comentários