Lei seca começa a vigorar a partir da 00h deste domingo, 7

0
1755
A votação será realizada das 8h às 17h / Foto: Divulgação /

Em Roraima, a comercialização e distribuição de bebida alcoólica serão proibidas a partir da zero hora até as 18 horas do domingo, data em que será realizado o primeiro turno das Eleições Gerais de 2018. A medida está prevista na Resolução 386/2018, do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR).

Em caso de descumprimento, o infrator ficará sujeito à pena de detenção de três meses a um ano e pagamento de multa pela prática de crime de desobediência previsto no artigo 347 do Código Eleitoral brasileiro, combinado com o art. 330 do Código Penal.

39 locais de votação mudaram de endereço – DISQUE-ELEITOR (3627-1878)

Nas Eleições 2018, o eleitor precisa ficar atento ao local de votação. Isso porque neste pleito houve a necessidade de alterar 39 locais de votação em todo o Estado, por conta de reformas em prédios públicos e também agregação de algumas seções (seção incorporada à outra devido ao número reduzido de eleitores).

Para se certificar se houve mudança de endereço, a Justiça Eleitoral disponibiliza três formas de consulta. Para saber onde vai funcionar a seção, uma delas é através do Disque-Eleitor, no número 3627-1878, no horário das 8h às 18h, todos os dias, inclusive no dia da eleição.

Outro canal é na internet, pelo link www.tre-rr.jus.br/eleitor/titulo-e-local-de-votacao. Por fim, o eleitor pode baixar o aplicativo e-Título, que nele existe o item ‘onde votar’, além da opção ‘como chegar’, disponibilizando meios para abrir os aplicativos Apple Maps, Google Maps e Uber.

Justiça Eleitoral orienta eleitor a levar ‘cola’ no dia da votação

No primeiro turno das Eleições 2018, o eleitor vai votar em seis candidatos. Ou seja, ele terá que digitar um total de 19 números para finalizar a votação e não pode confiar apenas na memória para decorar essa sequência. Por conta disso, o Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR) tem incentivado o uso da ‘cola’ eleitoral para agilizar o processo de votação.

A ‘cola’ também serve para esclarecer sobre como será a ordem de votação. Primeiro, o eleitor digita quatro números para escolher o candidato a deputado federal. Logo depois, segue a votação para deputado estadual, com cinco dígitos. Na sequência, digita três números para votar no candidato ao senado e mais três para escolher o segundo senador. Por fim, digita dois números para governador e mais dois números para presidente.

Manifestação no dia da Eleição

MANIFESTAÇÃO INDIVIDUAL

No DIA DA ELEIÇÃO é permitida a manifestação INDIVIDUAL e SILENCIOSA por meio de bandeiras, broches, dísticos e adesivos. É PERMITIDA ainda a manifestação espontânea, individual e silenciosa, da preferência do eleitor por candidato, partido ou coligação através do uso de camiseta (paga pelo próprio eleitor).

É PROIBIDA a aglomeração de pessoas portando vestuário padronizado.

Justiça Eleitoral disponibiliza seis aplicativos para as eleições 2018

Para as Eleições 2018, um total de seis aplicativos estão à disposição da população. As facilidades vão desde o título do eleitor digital (e-Título) ao envio de denúncias direto para o TRE-RR (Pardal), assim como acompanhar a apuração dos votos em tempo real (Resultados).

De acordo com o chefe de Governança e Planejamento de Tecnologia da Informação do Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR), Hélio Brilhante, os aplicativos estão disponíveis para download tanto para Android (Google Play) como para o sistema iOS (Play Store).

Aplicativos: e-Título, Mesários, Pardal, Resultados, Boletim na mão e JE Processos

ORCAMENTO

A Justiça Eleitoral irá gastar cerca de R$ 4,9 milhões, incluindo gastos para o custeio das Eleições 2018.

DENÚNCIAS

  • Polícia Federal: 3621-1500
  • MPF: 98402-4871 / 3198-2062
  • Aplicativo Pardal

Roraima terá 68 pontos de transmissão de dados nas Eleições 2018

O Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR) vai utilizar, em todo o Estado, 68 pontos para transmissão de dados das urnas eletrônicas para o Sistema de Apuração das Eleições 2018. Os pontos de transmissão são necessários para agilizar a totalização dos votos, principalmente de seções que estejam em locais de difícil acesso.

Só na Capital, serão sete pontos de transmissão: cartórios das 1ª e 5ª zonas eleitorais, Centro Universitário Estácio da Amazônia, Instituto Federal de Roraima (IFRR), Rede Cidadania Atenção Especial, escolas Ana Libória e Wanda David Aguiar. Neste caso, a transmissão de dados ocorre via VPN (rede privada virtual).

No interior do Estado e zona rural de Boa Vista, o TRE-RR definiu 48 locais distribuídos entre as escolas localizadas em comunidades indígenas, ribeirinhas, assentamentos rurais e vilarejos. Nesses pontos mais distantes, a Justiça Eleitoral utiliza um kit formado por um aparelho telefônico com tecnologia de comunicação banda larga via satélite, um notebook e solução de transmissão de dados JE Connect.

Haverá ainda 13 pontos de transmissão nas sedes das juntas eleitorais no interior do Estado. Nessas localidades, o procedimento de transmissão será feito por um link de rádio em alta velocidade com rede privada. O tempo estimado de transmissão dos dados de uma urna varia de 30 segundos a um minuto, dependendo das condições climáticas.

DADOS GERAIS DAS ELEIÇÕES 2018

Eleitorado de Roraima apto a votar: 333.969

Títulos cancelados de eleitores que não fizeram a biometria: 37.420 em Roraima; sendo 19.145 só em Boa Vista.

  • Municípios: 15
  • Locais de votação: 320
  • Seções: 1.172
  • Urnas: 1.390, sendo 218 de contingência (reservas)

1º = Boa Vista: 218.809 (1ª: ZE 125.825 e 5ª: ZE 92.984)

Locais de votação: 142 / Seções: 677

2º = Rorainópolis: 17.533

3º = Caracaraí: 12.489

4º = Mucajaí: 11.227

5º = Cantá: 11.001

15º = São João da Baliza: 4.352 (Menor eleitorado)

Eleitorado indígena:

21.316 eleitores irão votar em 65 localidades indígenas, distribuídas em 97 seções, em 10 municípios.

Nas comunidades Sikamabiu (Alto Alegre), Jatapuzinho (Caroebe), Aldeia do Rio Anauá (São Luiz), Manalai e Serra do Sol (Uiramutã) só é possível chegar por via aérea. 

Locais com maior número de eleitores

1 – AMERICA SARMENTO RIBEIRO: 11 seções e 4.346 eleitores

2 – ULYSSES GUIMARÃES: 10 seções e 3.983 eleitores 

3 – MARIA SONIA DE BRITO OLIVA: 11 seções e 3.950 eleitores

4 – PROFESSORA VANDA DA SILVA PINTO: 10 seções e 3.915 eleitores

5 – MARIA DOS PRAZERES MOTA: 10 seções e 3.879 eleitores

CANDIDATOS

Nas Eleições 2018, a Justiça Eleitoral roraimense conta com 13 candidatos à presidência da República, cinco candidatos ao governo estadual, 11 candidatos ao Senado, 143 candidatos ao cargo de deputado federal e 472 candidatos a deputado estadual. Foram recebidos 683 pedidos de registro de candidatos aos cargos de governador, vice-governador, senador, suplentes, deputado federal e deputado estadual. 609 registros foram deferidos, três foram deferidos com recurso, 39 indeferidos e nove indeferidos com recurso, além de 19 renúncias.

Para o cargo de governador, foram deferidos os registros dos seguintes candidatos: Antônio Oliverio Garcia de Almeida (Coligação Agora é Roraima com Tudo), Fábio Gonçalves de Almeida (Frente de Esquerda Socialista) e Telmário Mota de Oliveira (Dê uma Chance para Roraima).

Os registros da atual governadora e candidata à reeleição Maria Suely Silva Campos (Na Luta por Roraima), e do ex-governador José de Anchieta Júnior (Todos Por Roraima) foram deferidos, mas foram protocolados recursos.

As duas cadeiras no Senado Federal serão disputadas por 11 candidatos: Ângela Maria Gomes Portela (Coligação Na Luta por Roraima), Antônio Mecias Pereira de Jesus (Agora é Roraima com Tudo), Francisco de Assis Rodrigues (Todos por Roraima), Isamar Pessoa Ramalho (Agora é Roraima com Tudo), Júlio Augusto Magalhães Martins (Dê uma Chance para Roraima), Lourival Gomes da Silva Ferreira (Frente de Esquerda Socialista), Luciano de Souza Castro (Na Luta por Roraima), Romero Jucá Filho (Todos por Roraima) e Telma Marques da Silva (Frente de Esquerda Socialista). Os pedidos de registro de Rudson Leite da Silva (Dê uma Chance para Roraima) e Christian Costa dos Santos (Patriota), foram indeferidos, mas apresentaram recurso.

Para concorrer às oito cadeiras na Câmara Federal, foram registrados 154 pedidos, dos quais 134 foram deferidos, 13 indeferidos, três indeferidos com recurso e quatro renúncias. Para disputar as 24 cadeiras da Assembleia Legislativa Estadual, 438 candidatos tiveram o registro deferido, um deferido com recurso, 23 indeferidos, cinco indeferidos com recurso e 14 renúncias.

Foram registrados ainda 22 candidatos a suplentes de senador e cinco candidatos ao cargo de vice-governador. Os interessados em saber mais informações sobre os candidatos podem acessar divulgacandcontas.tse.jus.br.

Candidatos com registros indeferidos com recurso

Importante destacar que os votos dos candidatos cujo registro foi indeferido com recurso não aparecerão no sistema de divulgação do resultado. No entanto, os votos são computados e essa situação é chamada de teoria dos votos de gaveta. Caso o TSE defira o registro de candidatura do candidato, os votos serão válidos. Caso seja mantida a decisão que indeferiu o registro, os votos não serão computados.

Logística

Pessoas envolvidas nas Eleições 2018

  • Total: 6.787
  • 4.688 mesários
  • 24 magistrados
  • 14 promotores do Ministério Público Eleitoral
  • 132 servidores do TRE-RR
  • 123 colaboradores eventuais de outros órgãos
  • 110 servidores do Apoio Logístico Voluntário
  • 68 técnicos de urna e transmissão
  • 130 motoristas
  • 16 eletricistas
  • Apoio de segurança: 1.482 (Aeronáutica, Polícias Federal, Rodoviária Federal, Militar e Civil, Guarda Municipal e Detran)
  • Veículos – 145
  • 1 helicóptero para áreas de difícil acesso

Perfil eleitorado

Sexo

  • Feminino: 170.998 (51,2%)
  • Masculino: 162.971 (48,8%)
  • Total: 333.969

Faixa etária

  • Eleitores jovens (16 e 17 anos): 9.513
  • Eleitores idosos (com mais de 60 anos): 37.589
  • 25 a 34 anos: 82.123 (maior parte do eleitorado)

Grau de instrução

  • Ensino superior: 37.310 eleitores (11,26%)
  • Ensino superior incompleto: 27.757 (8,37%)
  • Ensino médio: 96.787 (29,20%)
  • Analfabetos: 9.135 (2,76%)
  • Leem e escrevem: 21.713 (6,55%)

Estado civil

  • Solteiro: 67,5% (225.429)
  • Casados: 26,1% (87.166)
  • Divorciados: 11.464
  • Viúvos: 7.198
  • Separados judicialmente: 2.712
  • Eleitores com deficiência: 2.138
  • Nome social: 15 eleitores transexuais e travestis terão seu nome social impresso no título de eleitor e no caderno de votação das Eleições 2018 em Roraima.

Energia

As quedas de energia não atrapalham o andamento da eleição, pois cada urna possui uma bateria interna que dura em torno de seis a oito horas. Além disso, a Justiça Eleitoral dispõe de uma bateria externa para cada urna com duração de seis a oito horas.
Em Roraima, existem 1.172 seções eleitorais. Foram disponibilizadas 1.390 urnas eletrônicas, sendo 218 de contingência (reserva).

FONTE: ASCOM/TRE-RR

Comentários