Mecias de Jesus quer trazer Faculdade Republicana para Roraima

0
161
Mecias de Jesus: “Trazer a Faculdade Republicana para o Estado vai possibilitar oportunidade de formação e inserção do mercado de trabalho” / Foto: Platão Arantes /

O senador eleito por Roraima, Mecias de Jesus (PRB) anunciou o interesse de trazer para o Estado mais uma instituição de nível superior, a Faculdade Republicana, ligada à Fundação Republicana Brasileira (FRB) que, por sua vez, é vinculada ao PRB.

Com sede em Brasília, a Faculdade – credenciada pelo Ministério da Educação (MEC) – abre processo de seleção a partir de fevereiro de 2019 para o curso de Ciência Política, com vagas para 100 alunos e duração de oito semestres.

“A Faculdade Republicana atende o sonho de muitas pessoas que desejam crescer profissionalmente. Sabemos da possibilidade dela se estender para outros estados por meio de pólos ofertando cursos na modalidade de Ensino a distância (EAD). É mais uma oportunidade de formação para Roraima no sentido de termos profissionais, líderes em condições de contribuir com área política do nosso estado e do país”, disse.

Ensino

Integrada aos programas FIES e ProUni, e com valor das mensalidades diferenciado por ser uma entidade sem fins lucrativos, a Fundação Republicana Brasileira (FRB) é a primeira fundação partidária a formar uma faculdade para graduação e pós-graduação devidamente credenciada pelo Ministério da Educação (MEC).

Além do curso de graduação em Ciência Política, a instituição vai dispor de cursos de pós-graduação em Gestão Pública, Direito Eleitoral e Política Contemporânea, com aulas na modalidade presencial. As aulas serão diárias e presenciais, para o curso de graduação, e quinzenais para os cursos de pós-graduação.

Atualmente, a FRB disponibiliza para a comunidade cursos gratuitos de idiomas, lideranças femininas e política (tradicional, on-line e no formato inclusivo para surdos), sem qualquer doutrinação.

“Trazer a Faculdade Republicana para o Estado vai possibilitar oportunidade de formação e inserção do mercado de trabalho, seja local, seja nacional”, complementa Mecias.

DA REDAÇÃO

Comentários