*

links

*

mídias

Prisão de políticos antes de concluir inquérito pode ser determinada por Fachin

17 abr 2017 | 0 comentário

Basta um pedido fundamentado assinado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que Fachin pode decretar a prisão / Foto: Joédson Alves /

A prisão de deputados, senadores e ministros, teoricamente, pode ser determinada pelo relator da Lava Jato no Supremo Tribunal Federal Edson Fachin.

Ele é o comandante do processo daqueles que têm foro privilegiado. Basta um pedido fundamentado assinado pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, que Fachin pode decretar a prisão antes mesmo da conclusão do inquérito já aberto ou mesmo antes da condenação.

Não é normal, mas a prisão de políticos já tem antecedentes, como é o caso de Delcídio do Amaral, que fazia esforços para evitar a delação do ex-diretor da Petrobras Nestor Cerveró.

O que pode levar a um decreto de prisão é qualquer movimento dos investigados contra as testemunhas ou contra o processo, além da possibilidade de fuga ou da tentativa de apagar provas e esconder dinheiro fruto de roubo dos cofres públicos.

Os investigados pelo Supremo estão sendo monitorados e qualquer passo em falso poderá resultar na sua prisão, para evitar entraves na investigação.

FONTE: JOVEM PAN – com informações do repórter José Maria Trindade

Os comentários estão desativados.

//

Enquete

Sorry, there are no polls available at the moment.

Criado por:

Israel Dantas

FatoReal: Notícias, críticas, denúncias, ideias e devaneios

© Copyright 2010-2012 FATOREAL - Todos os direitos reservados!

Orgulhosamente feito em wordpress