Rio Branco alcança 9,23 metros em Caracaraí e mais de 100 moradores deixam casas

0
222

Prefeitura pede que população ajude famílias afetadas e arrecada donativos: água e alimentos são essenciais

Rio avança sobre perímetro urbano de Caracaraí, no Sul de Roraima / Foto: Daniel Lopes /

O Rio Branco continua subindo em Caracaraí, no Sul de Roraima, e o número de pessoas que deixaram suas casas chegou a 116 nesta terça-feira (3), segundo a Defesa Civil do município. Até às 11h45 o rio tinha alcançado 9,23 metros.

Segundo a prefeitura, o número pode ser ainda maior após a finalização do levantamento de moradores afetados no interior do município. Com as chuvas que atingem a região, estradas e vicinais estão alagadas, bloqueando o acesso a esses locais.

A prefeitura arrecada mantimentos para ajudar as famílias afetadas, água e alimentos são essenciais. (Veja abaixo os locais de arrecadação)

De acordo com a Agência Nacional de Águas (Ana) só na noite do domingo (1º) choveu mais de 40 milímetros, o que contribuiu para aumentar o número de pessoas afetadas. Até a tarde do sábado (30), quando o G1 esteve na cidade, o número era de apenas 40 e o nível estava em 8,88 metros.

Cheia do Rio Branco em Caracaraí, Sul de Roraima / Foto: Alan Chaves/G1 RR /

Na cidade o problema é o avanço do Rio Branco, que afeta bairros próximos à margem. Uma das áreas mais críticas é a comunidade da Prainha, no bairro Nossa Sra. do Livramento.

Das 116 pessoas afetadas, 20 estão abrigadas em espaços montados pela prefeitura. O restante está em casas de parentes.

Ao todo, seis famílias que vivem em áreas de risco estão sendo monitoradas pelos órgãos de defesa e outras oito vivem em embarcações.

LEIA TAMBÉM:

=> EM CARACARAÍ – Governo cria Gabinete de Gestão para minimizar efeitos da cheia
=> INUNDAÇÃO – Caracaraí decreta situação de emergência

O trabalho de assistência aos moradores atingidos pela cheia do Rio Branco é feito em parceria com o Corpo de Bombeiros, Marinha do Brasil, Guarda Civil Municipal, Defesa Civil Municipal, além de outros órgãos.

Uma das ações para evitar a propagação de doenças é a distribuição de hipoclorito para serem usados no tratamento da água. A entrega é feita por equipes de saúde do município.

“A Central 153 continua em pleno funcionamento para atender às demandas da população. Dispomos de caminhões e equipes 24h para dar suporte às pessoas afetadas pela cheia”, informou a prefeitura em nota.

No interior do município, onde estradas vicinais estão alagadas, equipes também atuam nas regiões de risco para levantar a situação da cidade e promover ações de assistência frente à cheia.

Fonte: Caerr e Agência Nacional de Águas (Ana) / Arte: G1RR /
Campanha de doação

Para auxiliar famílias afetadas, a prefeitura pede a ajuda da população e de voluntários em Caracaraí e em Boa Vista para doarem alimentos e água potável para as famílias que tiveram suas residências inundadas.

Os interessados podem deixar suas doações na sede do Cras, localizada na rua José Cândido de Sá, 1463, bairro Nossa Senhora do Livramento, em Caracaraí. Na capital as doações podem ser entregues na Rua Andorinha, nº 248, no bairro Mecejana, na zona Oeste.

FONTE: PORTAL G1RR

Comentários