TRE-RR treina voluntários para trabalharem nas Eleições 2018

0
179
Foram selecionadas 125 pessoas, dentre os inscritos / Foto: Ascom/TRE-RR /

O Tribunal Regional Eleitoral de Roraima (TRE-RR) iniciou nesta terça-feira, 4, o treinamento de 125 voluntários que vão trabalhar com o apoio logístico das Eleições Gerais 2018.

O programa Apoio Logístico Voluntário (ALV) tem por objetivo auxiliar as zonas eleitorais nas diversas atividades relacionadas às eleições e ao setor técnico do TRE-RR, quanto à assistência e apoio na operacionalização das eleições.

As atividades técnicas em que os eleitores selecionados para Apoio Logístico Voluntário irão atuar são as seguintes: vistoria das urnas (substituição de bobinas e peças, verificação da bateria, limpeza), auxiliar na preparação e lacre das urnas eletrônicas, montagem das seções eleitorais, verificação dos dados das urnas, suporte às seções eleitorais no dia da eleição e transmissão do resultado.

De acordo com o coordenador de eleições do TRE-RR, Fábio Barros, foram selecionadas 125 pessoas, dentre os inscritos.

“Os candidatos selecionados demonstraram ter afinidade com a área de tecnologia. O treinamento teve início hoje com uma explanação sobre o processo eleitoral brasileiro. É importante que essas pessoas tenham uma noção geral desse processo, pois a partir de agora, até o dia da eleição, são parte da Justiça Eleitoral”.

Na análise de Wanderlan Fonseca, secretário de Tecnologia da Informação do TRE-RR, além de se familiarizarem com a parte técnica, os voluntários precisam estar afinados com o comportamento que deve ter alguém que trabalha numa instituição pública.

“A maneira como nos portamos, vestimos e comunicamos também é essencial para o desenvolvimento do trabalho ao qual nos propomos. Cada um que aqui está é a imagem da Justiça Eleitoral”.

Os participantes do programa Apoio Logístico Voluntário – ALV preenchem formulário e declaram que não incorrem em qualquer dos impedimentos previstos na legislação eleitoral vigente, segundo a qual NÃO podem ser nomeados para apoio logístico voluntário: os menores de 18 anos; os candidatos ou seus parentes, ainda que por afinidade, até o segundo grau, inclusive, e bem assim o cônjuge; os membros de diretórios de partidos, desde que exerçam função executiva; as autoridades e agentes policiais, bem como funcionários no desempenho de cargos de confiança do executivo e os que pertencerem ao serviço eleitoral.

Como o trabalho é voluntário, as pessoas selecionadas farão jus aos mesmos benefícios concedidos aos mesários, que é de dois dias de folga para dia trabalhado, desempate em concursos públicos da Justiça Eleitoral e em outros concursos públicos, se houver previsão em edital, conforme Resolução de Atos Preparatórios das Eleições.

DA REDAÇÃO

Comentários