MPF oficia PMRR para que reforce policiamento especializado em gestão de multidões

0
65
Preocupação do órgão é para que episódios similares aos de Mucajaí não se repitam / Foto: Reprodução/Facebook /

Após abrir procedimento para apurar os fatos ocorridos no Município de Mucajaí, o Ministério Público Federal em Roraima (MPF/RR) recebeu denúncias de acordo com as quais haveria a propagação de material, por aplicativos de redes sociais, para estimular o conflito entre brasileiros e venezuelanos na manifestação popular agendada para o próximo sábado, dia 24 de março, em praça pública de Boa Vista.

Para que episódios similares aos de Mucajaí não se repitam, para que o direito de manifestação seja assegurado dentro de um clima de paz e para que a segurança de brasileiros e venezuelanos possa ser garantida, o MPF oficiou ao Comando-Geral da Polícia Militar (PM) do Estado de Roraima para que reforce o policiamento especializado em gestão de multidões nos abrigos de imigrantes da capital e nas praças ocupadas por venezuelanos, principalmente na Praça Simón Bolivar, onde deve ocorrer o protesto.

O Ministério Público Federal em Roraima ressalta que o direito de manifestação do povo brasileiro é constitucionalmente assegurado, mas se devendo respeitar o espaço público democrático para evitar atos de violência e violações à Lei 7.716/89, que prevê como crime a prática de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional (artigo 20).

DA REDAÇÃO

Comentários